sexta-feira, 30 de novembro de 2012

XOXOTA X CERVEJA

POSTAGEM: ALOISIO GUIMARÃES

Se você tem dúvidas em saber o que é melhor entre transar e beber, com certeza a análise abaixo fará com que você decida à respeito. Mas não esqueça nunca que você sempre poderá unir o útil ao agradável:
• XOXOTA 1 x 0 CERVEJA
Cerveja quente é horrível.
Xoxota quente é maravilhosa!
• XOXOTA 1 x 1 CERVEJA
A cerveja está sempre molhadinha.
A xoxota precisa de estímulos para ficar molhadinha.
• XOXOTA 2 x 1 CERVEJA
Se você ficar com um pentelho na boca ao beber cerveja, você fica com nojo.
Se for ao chupar uma xoxota, não.
• XOXOTA 2 x 2 CERVEJA
Quando você bebe muita cerveja, fica gozado (engraçado).
Quando come uma xoxota, ela fica gozada.
• XOXOTA 3 x 3 CERVEJA
Cerveja é uma bebida fermentada que leva fungos no preparo e tem um gosto bom.
Uma xoxota fermentada e com fungos é simplesmente nojenta.
• XOXOTA 4 x 3 CERVEJA
6 cervejas numa noitada te deixam alegre.
6 xoxotas numa noite te deixam realizado.
• XOXOTA 4 x 4 CERVEJA
Se você tentar beber no seu local de trabalho, pode até ser demitido.
Se tentar comer uma xoxota, pode ser acusado de assédio sexual e ir preso.
• XOXOTA 5 x 4 CERVEJA
Se um policial sentir bafo de cerveja, você vai para bafômetro e pode ser multado.
Se ele sentir bafo de xoxota, ele vai te dar parabéns e bater palmas.
• XOXOTA 5 x 5 CERVEJA
Cervejas ruins existem, mas você topa beber todas.
Xoxotas sujas são ruins: impossíveis de comer.
• XOXOTA 6 x 5 CERVEJA
Cerveja pode fazer você pensar que é Deus.
Xoxota pode fazer você ver ou até se sentir Deus.
• XOXOTA 6 x 6 CERVEJA
Você pode perfeitamente se contentar em beber uma só marca de cerveja.
De forma alguma você se contentará em comer sempre a mesma xoxota.
• XOXOTA 7 x 6 CERVEJA
Se você pensa o dia todo em cerveja, você é um alcoólatra.
Se você pensa o dia todo em xoxota, você é normal.
• XOXOTA 7 x 7 CERVEJA
Você beber um gole de cerveja no copo que seu amigo acabou de beber é normal e saudável.
Se você comer a xoxota que seu amigo acabou de comer, pode afetar a tua saúde.
• XOXOTA 8 x 7 CERVEJA
Abrir uma cerveja pode ser prazeroso.
Abrir uma xoxota é muito mais prazeroso.
• XOXOTA 8 x 8 CERVEJA
Você pode beber a cerveja, virar as costas e ir embora. Sem ressentimentos.
Se você comer a xoxota, virar e for embora, você é um canalha.
• XOXOTA 9 x 8 CERVEJA
Cervejas gostosas são poucas.
A lista de xoxotas gostosa é enorme, embora você não tope comer todas que existem.
• XOXOTA 10 x 8 CERVEJA
É normal e aceitável beber cerveja na arquibancada do Maracanã.
Você se tornará uma lenda se comer uma xoxota na arquibancada do Maracanã.
• XOXOTA 11 x 8 CERVEJA
Há ICMS sobre a cerveja.
Não há ICMS sobre a xoxota.
• XOXOTA 12 x 8 CERVEJA
Não importa a situação: pela cerveja você sempre paga.
Pela xoxota, nem sempre.
• XOXOTA 13 x 8 CERVEJA
Cerveja demais pode fazer você passar muito mal.
Xoxota demais... Xoxota demais? Isso não existe! Xoxota nunca é demais!
• XOXOTA 14 x 8 CERVEJA
Na manha que se segue a uma noitada bebendo cerveja, você não quer nem
ouvir falar em cerveja.
Na manhã que segue a uma noitada comendo xoxota, você quer mais.
• XOXOTA 15 x 8 CERVEJA
Comprar e consumir muita cerveja te deixa barrigudo.
Comprar e consumir muita xoxota te deixa famoso.
• XOXOTA 16 x 8 CERVEJA
Cerveja você deve beber sempre com moderação.
Comer xoxota não tem nenhuma restrição.
• XOXOTA 17 x 8 CERVEJA
Se você beber algumas cervejas, alguém tem que te levar para casa - Lei Seca.
Você pode comer xoxota a noite toda que não tem problema.
• XOXOTA 18 x 8 CERVEJA
Quando você bebe muitas cervejas, se embriaga, fica cambaleante e até adormece. Nessas ocasiões, não esqueça que "cu de bêbado não tem dono".
Quando você come muita xoxota, fica leve como uma pluma!
• XOXOTA 19 x 8 CERVEJA
Após uma noite de bebedeira, você acorda com uma ressaca daquelas.
Após uma noite de transa intensa, você acorda sorrindo para a vida.
E por aí vai...
Fica claro que xoxota é bem melhor que cerveja. Não é a toa que os homens bebem cerveja pensando na xoxota...
 

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

MENSAGEM PARA OS PAIS

Texto de Ricardo Jordão

Quando eu tinha quatorze anos, eu achava o meu pai tão ignorante, mas tão ignorante, que eu tinha vergonha de ser visto ao seu lado; mas quando eu fiz vinte e um anos, eu fiquei impressionado com a quantidade de coisas que ele aprendeu em sete anos.
Assim que eu comecei a ganhar dinheiro o suficiente eu sai da casa dos meus pais e fui morar sozinho. Eu aluguei um pequeno apartamento simpático com um quarto, cozinha e sala, localizado a uma música do meu trabalho.
Naquela época eu morava tão perto do escritório que não dava tempo de ouvir a segunda música do CD. Às vezes eu levava várias semanas para ouvir um CD inteiro.
Durante alguns anos eu levei uma típica vida de solteiro workaholic. Na cozinha não tinha fogão, apenas micro-ondas; na geladeira, só dava lasanha congelada da Sadia; na sala, não tinha sofá, apenas uma cadeira para ler e trabalhar; televisão nem pensar, apenas uma estante cheia de livros, revistas e CDs; a decoração a là Casa Cor passou longe, eu mesmo furei bem mal furado todas as paredes do apartamento com posters de Star Wars, Matrix, Poderoso Chefão, John Lennon, Iron Maiden, Rent, Sócrates & Aristóteles, Robert Doisneau e Kandinsky. No guarda-roupa eu estava up-to-date. Roupinhas de marca, reloginho de playboy e perfume de galã; na garagem eu também estava up-to-date. Carro do ano importado, lavado e cheiroso (apesar de estar devendo seis prestações para o banco e dois IPVAs para o governo).
O corpinho também estava up-to-date. Depois de 12 horas de trabalho, eu ainda arrumava tempo para um joguinho de squash, uma corridinha no Parque do Ibirapuera, uma treinadinha na Academia, e uma sessão de bronzeamento artificial (afinal eu precisava manter o meu álibi com as gatinhas de dono de casa pé-na-areia em Maresias).
Na vida amorosa eu também não tinha do que reclamar. Sempre bem informado sobre as melhores baladas, eu fazia questão de não perder nenhuma - de segunda a segunda.
Enfim, a vida perfeita.
Bem, nem tanto assim. 90% dos homens solteiros não viajam - a não ser a trabalho; não trocam de apartamento - a não ser que sejam despejados pelo dono do imóvel.
O maior conflito emocional das suas vidas é o medo de pedir aumento de salário para o chefe, ou curtir os posts da antiga paixão dos tempos do colégio na Facebook; o maior compromisso das suas vidas é com as próximas 24 prestações do seu Vera Cruz 2012 (que inclusive é carro de mulher); o seu maior patrimônio é a sua coleção completa de filmes pornográficos armazenados em 50 terabytes de disco rígido.
Eu acabo de descrever a minha vida quinze anos atrás. Uma infância de Peter Pan que se repetiu monotonamente por vários anos, e da qual não sinto falta alguma.
Eu me tornei adulto quando eu casei.
Eu me tornei um homem quando nasceu a minha primeira filha.
Eu me transformei em ser humano quando me tornei Pai.
Eu sou alguma coisa nessa vida porque tenho uma Família.
Nada menos que isso interessa!
Hoje eu tenho que acordar cedo e dormir tarde porque as contas a pagar não param de chegar.
As minhas roupas não estão mais up-to-date e o perfume que eu uso tem mais de cinco anos; o carro tem quatro anos, o antigo corpinho de Hulk está mais para a pança do Shrek, e a última balada que eu estive presente foi uma apresentação da Hannah Montana Cover em um Buffett Infantil domingo a tarde antes do Fantástico.
Eu perdi o novo filme do Woody Allen porque tive que assistir o Homem Aranha com o meu filho. Eu deixei de comprar um aplicativo para iPad, porque precisei comprar o novo app da Disney para a minha filha.
Eu preciso trocar de carro porque não cabem os filhos, eu preciso trocar de casa porque não cabe a sogra, eu preciso encontrar um novo lugar para passar as férias porque o barato do ano passado já perdeu a graça.
Eu preciso crescer, crescer e crescer, e eu estou super feliz com isso. Eu não posso descansar, eu não posso parar, eu não posso pisar na bola, eu não posso ficar doente, e estou super feliz com isso. Eu preciso dar o exemplo, ser o exemplo, apontar exemplos, e estou super feliz com isso.
Você sabe que se tornou um pai de verdade quando a carteira que você usava para guardar dinheiro, carrega agora fotos dos seus filhos, e você está super feliz com isso.
Você sabe que se tornou um pai de verdade quando percebe que a melhor coisa que você pode fazer pelos seus filhos é amar a mãe deles, e você está super feliz com isso.
Você sabe que se tornou um pai de verdade quando não cansa e não para de ensinar os seus filhos mesmo sabendo que eles não estão entendendo nem metade das coisas que você está falando, e você está super feliz com isso.
Você sabe que se tornou um pai de verdade quando diz para a sua filha pedir autorização para a mãe mesmo quando a mãe já disse para pedir autorização para o pai, e você está super feliz com isso.
Você sabe que se tornou um pai de verdade quando se sente confortável para aprovar, desaprovar, aceitar e perdoar o espírito adolescente dos seus filhos, e você está super feliz com isso.
Você sabe que se tornou um pai de verdade quando aparece com um buquê de rosas nas mãos no final da apresentação de balé da filha mesmo sabendo que ela se sente embaraçada na frente das amigas, e você está super feliz com isso.
Você sabe que se tornou um pai de verdade quando está presente para abraçá-la e beijá-la momento em que ela vai embarcar para fora do país por alguns anos, e você está super feliz com isso.
Você sabe que se tornou um pai de verdade quando recebe os seus filhos de volta, de braços abertos, não importa o tempo que passou, e tudo que aconteceu, e você está super feliz com isso.
Você sabe que se tornou um pai de verdade quando percebe que todo mundo pode ter um filho, mas é preciso muito esforço, mas muito esforço, todos os dias, para ser um Pai, e você está super feliz com isso.
Você sabe que se tornou um pai de verdade quando pára de dar desculpas para não estar presente na vida dos seus filhos.
Em algum momento durante o dia de hoje, o seu filho estará errado. Você vai estar lá para dizer a ele?
No final da sua vida, você vai perceber que a verdadeira medida de um homem é a educação que ele deu aos seus filhos. O quê você deu a eles, o que você fez para afastá-los das coisas erradas, as lições que você ensinou e as lições que você permitiu que eles aprendessem sozinhos.
O mundo em que vivemos nunca precisou tanto de um Pai como agora. Na verdade, se estamos no buraco, é por falta da presença do Pai.
Não deixe as funções que você tem que representar nessa vida atrapalharem o seu papel de Pai. A vida passa muito rápido, a empresa em que você trabalha vai desaparecer em alguns anos, e o seu filho não. 
Esteja presente, seja o Pai que o futuro merece. O mundo inteiro agradece.
Nada menos que isso interessa.
Foi para isso que eu vim!
E você? 

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

BAITOLOGIA

POSTAGEM: ALOISIO GUIMARÃES

Bicha não deve ser grafado como “veado” (marido da corça) e sim, como “viado”, com “i”, encurtamento da palavra “desviado”, como eram conhecidos os “alegres” rapazes de antigamente. E para que você não erre mais, veja a seguir as variações semânticas dos variados tipos:
• BAITOLA
É a bicha nordestina.
Normalmente, é bem abestado, nasceu florzinha do agreste e se mandou para o Rio ou São Paulo, onde sempre cabe mais um e não precisa nem usar Rexona, para fazer saliência bem longe da família.
• BICHA
É o viado mais rampeiro que existe.
Usa, juntos, tamanco e calça corsário.
Suas duas variações mais conhecidas são: Bicha-louca (que é um misto de viado com demente) e Bicha-nojenta (que é aquele que infesta as repartições públicas).
• BOIOLA
É o mais moderno.
Pratica surf, musculação, vive com óculos na testa. Finge que namora a coleguinha da turma, frequenta pagode, mas no final da noite, dá uma passadinha no Bingo pra “botar a cartela” em dia.
• BONECA
É a mais fêmea dos viados.
É aquele que gosta de ser chamada de “viada”, por ser no feminino.
Na verdade, ela se acha a própria “me-ni-na” e sonha com casamento.
• CHURRASSCO
É aquele viado que sonha ser cremado, quando morrer.
Mesmo morto, quer “queimar a rosquinha” pela última vez.
• FRUTINHA
É aquele viadinho meigo, frágil, pele branquinha, com gestos graciosos e delicados.
Foi criado pela vovó ou, na pior das hipóteses, é “aquela filha” que a mãe não pôde ter.
Geralmente casam com uma menina ingênua, “para enganar a torcida”.
Só dá o rabo mediante solicitação, pois é muito tímido.
• GAY
É o viado metido a intelectual.
É muito alegre, mas solta o "boga" igualzinho aos demais, só que com mais criatividade e alegria.
• HOMOSSEXUAL
É o viado discreto; enrustido.
Em geral é rico e se casa para camuflar suas atividades. Paga muito bem aos garotões, mas exige discrição.
É capaz de trair a mulher com o próprio cunhado, em troca de emprestar o carro.
Às vezes tem crise existencial e cai em depressão, mas nunca se arrepende.
• MEIGO
É aquele viado que você nunca tem certeza que ele é viado. Você desconfia pelos seus gestos e trejeitos, porém, se você souber que ele não é, não irá ficar decepcionado.
Quando você achar que um cara é “meio viado”, mas não tem certeza, chame-o de MEIGO (abreviatura de Meio Gay).
• PEDERASTRA
É um viado em desuso e em extinção.
Teve sua glória na época dos grandes bailes do Teatro Municipal.
Hoje apareceram as varizes... Virou um lixo.
• VIADO
Esse é o mais antigo e tradicional de todos.
Fala com voz desafinada e a língua entre os dentes.
Costuma virar os olhos enquanto fala e desmunheca sempre.
Tem cinco variações: Viadinho, Viadão, Viado-filho-da-puta e os mais antigos deles, Viado-velho e Pederasta.
Por fim, chegamos a mais recente de todas as variações de viado. Devido às alterações genéticas ocorridas nos últimos anos, é o tipo que mais se expande:
• COLÍRIO
Ninguém imagina que ele é viado, mas é.
Fala e se veste como homem, pode ser casado e até ter filhos; compra as revistas Playboy e comenta com os amigos:
- Caralho, que mulher gostosa!
Com medo da concorrência, odeia os homossexuais e, se fosse possível, mandaria matar todos.
É chamado de “Colírio” porque, quando aparece uma oportunidade, sem que ninguém saiba, ele dá tanto o rabo que tem que passar colírio (Moura Brasil ou similar) no olho do “boga”, de tão ardido que ficou.
 Assim, quando você quiser chamar alguém de viado, mas não quer que ninguém saiba, diga simplesmente:
 - Esse aí tem cara de quem usa colírio...
Brincadeira à parte, respeite a opção sexual de cada um, para também ser respeitado.

quinta-feira, 22 de novembro de 2012

ÉTICA, JÁ!

Texto de Aloisio Guimarães

A eleição na OAB em Alagoas tem ocupado a maior parte do noticiário local durante as últimas semanas.
Já estou de saco cheio em constatar que a eleição de uma entidade de classe, como outra entidade qualquer, seja, para a mídia, o que há de mais importante em Alagoas nos últimos dias. Não se fala de outra coisa...
Eu não aguento mais! 
Eu não quero saber (e nunca quis) se quem vai ser o presidente da OAB na seccional de Alagoas é o João dos Grudes ou Zé Ventinha. Nem eu e nem milhares de alagoanos.
Chega, mudem de assunto!
Por outro lado, as acusações (gravíssimas) entre os membros das várias candidaturas são tantas, até contra o atual presidente, que a coisa está pendendo mais para página policial do que para uma informação de utilidade pública ou coisa que o valha. 
A imagem da OAB de Alagoas está maculada... A denúncia de compra de votos, dentro de entidade que combatia veementemente tal prática nos pleitos eleitorais, é mortal! E, pelo que se ouviu no áudio, com votos comprados por muita grana!
- Não adianta tentar transformar o acusador (es) em bandido(s), sob a alegação de que a denúncia é baseada em provas obtidas por meios ilegais. Um crime não é justificado (e nem deixa de existir) pela prática de outro crime. 
O que precisa (e tem quer ser feito) é apurar tudo que foi denunciado, ponto por ponto e punir o culpado, seja ele quem for!
Por sinal, ser o presidente da OAB na seccional de Alagoas deve ser muito bom, basta ver os comitês, luxuosíssimos, situados nas áreas mais nobres da cidade, coisa que não se vê nem em eleição para Presidente da República!
Finalmente, pergunto:
- Para que existe Conselho de Ética na Ordem?  Será que vai ficar "tudo por isso mesmo"?

quarta-feira, 21 de novembro de 2012

COISA DE POBRE

POSTAGEM: ALOISIO GUIMARÃES

Todo mundo tem suas manias e cacoetes. Pobre não foge à regra. Por isso, na gozação sadia, circula na net diversas manias atribuídas ao pobre, o que não significa que sejam verdadeiras. Eis algumas delas:

• ACÉM
Aproveitar a promoção do supermercado para comprar acém, aquela carne sebosa e dura, a R$ 6,85 o quilo e depois encher de amaciante e fazer “istrogonofi”.

• ACESSO A INTERNET
Acessar a internet depois da meia noite! É um clássico entre os pobres. O cara fica a noite toda navegando, não dorme e no dia seguinte não consegue trabalhar direito. Aí é despedido do emprego e fica mais pobre ainda.

• ADESIVOS NO CARRO
Adesivos no carro: "www.calmabundão.com.br"; "Rastreado por Fofoqueiro"; "Não Sou o Dono do Mundo, mas Sou o Filho do Dono"; "Bebê a Bordo". Se você, meu amigo, tem um desses no carro, já disse quem é...

• ANTENA COM BOMBRIL
Antena com Bombril é, com certeza, uma das coisas mais pobre de todas! E não pergunte se seu prédio tem “antena coletiva” que isso também é muito pobre.

• BAIXAR FILME NA INTERNET
A porra do computador fica noites e noites inteiras ligado, baixando filmes. Além de pobre é burro. Você acha que a energia elétrica é de graça? Aluga o filme que fica mais barato, otário!

• BANDEJÃO
Aquele feriadão e você vai comer no “quilo”?!

• BOLSA-FAMÍLIA
Além de pobre, o lascado ainda é dominado pela barriga.

• CACHORRO
Todo pobre tem um pulguento, com pinta de vira-lata, mas jura que é de raça.

• CAJUZINHO
Saca só: aquela festa no quintal (!), mesinhas de ferro (!!), vinho sangue-de-boi (!!!) e churrasquinho-de-gato (!!!!) e sobremesa com: bolo Tia Benta e cajuzinhos…

• CAMA BELICHE
Móvel típico dos pobres, que se reproduzem feito ratos e tem que dormir em algum lugar. Rico tem no máximo dois filhos. E cada um tem seu quarto.

• CAMARÃO DE VERDADE
Quando compra camarão faz prato com chuchu ou empadão cheio de maizena para render.

• CAMISA DE TIME DE FUTEBOL NA SEGUNDA FEIRA
Usar camisa de time na segunda feira só pra zoar a galera do trabalho é típico de quem mora na periferia.

• CANETA BIC
Fora isso, meu amigo, não precisa ter Monblanc, mas também, não vamos exagerar, né? Você, todo bem arrumado, vai assinar “aquele” documento, quando puxa a caneta vem uma Bic. Dá para imaginar a cena?

• CAPINHA DE CELULAR
Além de ser coisa de pobre é muito boiola. Só pobre não gosta do celular riscado. Quem tem grana compra outro quando o celular fica riscado.

• CARTEIRA DE ESTUDANTE
Bom, todo mundo sabe que estudante é uma raça fodida por natureza, mas precisa de carteirinha pra provar? Imagine a cena: você e aquela gata da faculdade vão ao cinema pela primeira vez. Na hora de comprar os ingressos, você vira para ela e solta a bomba: “Tem carteira de estudante?”. Isso é o cúmulo da pobreza. Desse jeito, a única coisa que você vai comer depois do cinema é chiclete.

• CELULAR
Pobre adora celular, principalmente aqueles com mil chips, comprados porque são promoções (coisa para pobre). Por isso mesmo, só vive trocando o chip e dizendo: "Hoje é o dia de falar pela Vivo, porque é mais barato"...

• CESTA-BÁSICA
Palavra que já mostra toda a potência de seu ser! Tudo para pobre: macarrão (espaguete, nunca “goela-de-pato”), leite (Parmalat, nem pensar!), sardinha (atum, só em sonhos), etc… Não conheço ninguém que já recebeu cesta-básica com azeitonas verdes, queijo do reino, salmão defumado ou um bom vinho Português...

• CHURRASCOS
Linguiça e asa de frango: churrasco de pobre não tem mais que isso. No máximo, uma maminha. Filé mignon, picanha, fraldinha e até coração não dão o ar da graça. Carne de porco, só no dia em que o saci cruzar as pernas, ou seja, nunca!

• COMPRAR IPHONE NO MERCADO LIVRE
Você acha que um iPhone de verdade custa R$ 299,00? Em qual planeta você vive? Além de pobre, é retardado.

• CORDÃO NO PESCOÇO
Cordão para fora da camisa... Além de pobre, você é brega!

• DEGUSTAÇÃO EM SUPERMERCADO
Sabe aqueles balcõezinhos que de vez em quando aparecem no supermercado sempre com uma mocinha simpática e sorridente oferecendo alguma tranqueira pra você experimentar? Pois é, pobre adora isso. Quem é pobre adora comer qualquer coisa de graça. Experimenta até biscoito pra cachorro. Uma tristeza…

• ENCARTE DE SUPERMERCADO
Pobre que é pobre não resiste em dar uma olhadinha no encarte do supermercado para depois encher o saco da coitada da operadora de caixa e exigir o desconto de R$ 0,01 na compra de 10 detergentes.

• ESPETINHO CHURRAQUINHO-DE-GATO
"Vamos botar na farofa?” Pronto! Aí mesmo, assumiu a pobreza no seu ser... Aquela vasilha que as pessoas mergulham sem a menor educação, fazendo a maior sujeirada na mesa do pobre (?!) vendedor é farinha, nunca farofa… Mas não se iluda: farofa também é coisa de pobre.

• ESPREMER ESPINHAS E CRAVOS
Espremer espinha! Imagina só a cena: Sexta à noite, você duro, sem um puto no bolso. Na varanda da casa da namorada e ela espremendo s espinhas das suas costas. Além de pobre é nojento. Depois infecciona tudo e vira pereba.

• ESQUECI O PRESENTE...
Antes de ir a uma festa de aniversário sem presente e falar para o aniversariante que “o presente vem depois”, entenda de uma vez por todas, quando alguém te convida para um aniversário, na verdade estão convidando o presente que você vai comprar. Eles estão cagando e andando pra você e sua digníssima presença no evento. Se você é um fodido, dê uma desculpa e recuse o convite.

• FEIRA NO PERÍODO DA TARDE
Feira depois das 13 horas: é a famosa hora da xepa. Tudo com 80% de desconto, mas também tudo com 80% de decomposição. As salmonelas são de graça!

• FESTA DE CASAMENTO DE CALÇA JEANS
Pronto, você acabou de cometer um pecado mortal para quem não quer ser brega, nem pobre! Se no convite está dizendo: Passeio Completo, ou Esporte Fino, seja educado, não vá colocar uma calça jeans, pelo amor de Deus! Se você faz isso, então não adianta nem te explicar o que significa aquela sigla lá no fim do convite (R.S.V.P). Aliás, para um casamento, qualquer roupa que não seja terno e gravata é coisa de pobre.

• FESTA NO MCDONALDS
Só pobre acha que festa naquela lanchonete é chique. O cara comemora o aniversário dos filhos no Mac Donald’s fica controlando o que a pirralhada come e depois soma os presentes recebidos para ver se a festa não deu prejuízo.

• FILA
Nada melhor do que uma boa fila para jogar na sua cara que você é pobre. O rico não espera em banco, ele manda o boy ou telefona para o gerente. Também não encara fila no restaurante, ele tem reserva. Tampouco se aglomera na entrada de shows ou jogos, ele vai direto para o camarote. No cinema e teatro, ele é convidado e passa ao lado da catraca. O pobre faz fila para pagar e, depois de desembolsar a grana, sai satisfeito e aliviado, porque terminou a espera e o tempo perdido. Poucas horas depois provavelmente estará em outra fila qualquer…

• FINANCIAMENTO
Faz financiamento?” Salvo carros e apartamentos, qualquer outra buginganga inclui-se nesta frase é coisa de pobre!

• FRANGO ASSADO COM FAROFA
Não venha com o papo-furado de que não quer cozinhar porque é domingo! Vai para uma churrascaria, come a coxa do frango com a mão e fala boca cheia exatamente na hora em que tascou aquela garfada de farofa. Coisa de pobres!

• GATO
Não é o animal, não! Quem é pobre, não tem gato; faz gato: de água. Luz, telefone, TV a cabo...

• GRUDAR SABONETES
Grudar o sabonete velho que está acabando no novo que acabou de abrir Nessa operação os pentelhos da sua sogra também participam, né?

• GUARDA SOBRAS DE COMIDA NA GELADEIRA
Pobre que é pobre guarda tudo que sobra em potes “taipouer”. Aquele resto de feijão, aquele ensopadinho de Deus sabe o quê, sopa... Fazendo cultura de bactérias, salmonelas e coliformes fecais dentro da geladeira!

• CREDIÁRIO
É o mais novo cartão de crédito do mercado brasileiro. Do mercado mesmo, porque ele não passa de um substituto para os antigos caderninhos da venda da esquina. Por ser um cartão de pobre, tem algumas vantagens exclusivas: Parece vantagem, mas não é! Não tem anuidade e fornece cartões adicionais grátis! Lógico! Assim você pede um para tua mulher, para sua mãe e até para sua sogra, que vão estourar seu limite e te fazer escravo deles para sempre.

• HOTEL CINCO ESTRELAS
Pobre, quando viaja, se hospeda em pensão ou albergue de estudante com carteirinha falsa, mas depois mostra foto tirada em frente a hotel cinco estrelas

• IMA DE GELADEIRA
Pobre adora essa porcaria. Nunca compra nada. Diz que é “coleção”...

• IR PARA O TRABALHO DE BICICLETA
Ir para o trabalho de bicicleta e dizer que é só para manter a forma! É coisa de pobre, mas é fashion e é ecologicamente correto. Ficar suado e fedendo não é um problema, pobre é sempre fedido mesmo…

• INCLUSÃO DIGITAL
Inclusão digital é nada mais, nada menos do que um bando de pessoas pobres, burras e metidas tendo acesso de alguma forma (como Lan Houses de R$: 1,00 a hora, escolas públicas e etc.) a computadores com internet. Isso pode parecer bom, mas veja o que os pobres fizeram com o Orkut. Transformaram um site legal em um verdadeiro depósito de cyberlixo.

• INTERNET GRÁTIS
Provedor de internet é grátis, você não paga nada, mas também não baixa nada…

• LAVAR O CARRO NO FINAL DE SEMANA
Quem tem grana, manda lavar. A galera do salário mínimo acha que é um bom programa de fim de semana lavar o chevettão 75, na calçada, com o som ligado a toda, tocando funk pra todo mundo ver e ouvir em pleno sabadão… São criaturas dignas de pena!

• LAJE
Tem palavra que mais denota a pobreza do que laje?! Por favor, se sua casa ainda não está pronta, seja mais refinado e diga “meu imóvel está na estrutura básica” ou, simplesmente “ainda não está pronta”. Jamais diga “só tem a laje”. Além do quê, laje lembra palavras como garage(!), mirage (!!) ou viaje(!!!), que, quando ditas desta forma, meu amigo, é porque a coisa está muito feia para o seu lado…

• LÂMPADA QUEIMADA
Sacudir a lâmpada queimada para ver se ela volta a funcionar!Bom, além de pobre é retardado. Desde quando lâmpada volta a funcionar depois de queimada só porque a criatura resolveu sacudir o treco?

• LOJA DE R$ 1.99
Se você entra numa loja dessas querendo achar um presente legal pra sua namorada ou pra sua mãe é por que você é uma criatura digna e pena.

• LIGAÇÃO A COBRAR
A ligação a cobrar é coisa típica de pobre, que não tem um puto para gastar em ligações. É um tiro no pé do babaca que atende, pois o valor é em média 7 vezes mais caro. 99,9% dessas ligações saem de celulares.

• LIPO
Fez uma cirurgia de hemorroida no INAMPS, mas diz pra todo mundo que fez lipoaspiração na Clínica São Vicente.

• MARMITA
É um dos top do top da pobreza! Só perde pra piscina de plástico. A coitada da mulher acorda as 5 da madruga pra fazer o marmitão do marido: angu com carne moída. Chega meio-dia tá tudo azedo! Mas o pior mesmo são aquelas faveladinhas que dizem: “É só uma saladinha... Tô de dieta”. Dieta é o cacete, tu és pobre mesmo!

• ME ENCONTRA NO PONTO...
Ponto de quê?! Pelo amor de Deus, ponto de ônibus, não, né? Tem coisa mais xinfrim do que pedir para aquela namoradinha esperar no ponto! Tanto lugar e você, pobretão de carteirinha, pede pra ela te encontrar exatamente onde desce o 226, 415, 607 e por aí vai…

• MEGASENA
Acertar a quadra na mega-sena, fazer um churrascão pra toda vizinhança pra comemorar e depois descobrir que só ganhou 17 pratas.

• MIXIDO
Mixido (escrito assim mesmo) é um dos níveis mais baixo da pobreza: aproveitar feijão, arroz, carne desfiada e farofa do dia anterior e colocar numa panela a fogo brando. Está aí, companheiro: que ninguém veja, mas você fez um mixido. Ô coisa pobre! Quando for assim, pelo menos minta e diga que é arroz-de-carreteiro, que é um “mixido” metido a besta, uai!

• NOMES
Rebecca, Samantha, Melanie, Stephanie, Jenniffer, Camille, Grace... Sacanagem com a criança! Botar esses nomes é muito pobre e brega! Coloca um nome simples de todo mundo falar! O que há de errado com os nomes mais simples como: Maria, Ana, etc? Se você está pensado em colocar um desses nomes na bixiguenta que ainda está na sua barriga pelo menos não será preciso trocar de nome se ela virar prostituta.

• OVO COLORIDO
Não tem classificação. Primeiro: entra no boteco (coisa de pobre). Depois, pede-se uma pinga (sem comentários) e pede, como "tira-gosto", aquele ovo amarelo que está no balcão e que foi cozido no mês passado!

• PAPEL HIGIÊNICO COMO ABSORVENTE
Enrolar papel higiênico pra fazer absorvente. Argh! Além de pobre você é porca. Se a ximbica já é fedida usando Tampax Bactericida, imagina usando papel higiênico!

• PAQUERAR NO ÔNIBUS
Quem é rico paquera do carro! Além do mais, você acha que a gata que tá no banco do lado vai dar mole pra você? Um pé-rapado que só anda de busão?

• PILHA NA GELADEIRA
Colocar pilha na geladeira é muito utilizada pelos fodidos de tentar recarregar uma pilha pelo frio. Pensando bem, certamente este fato procede, uma vez que sabemos que o Papai Noel, que mora no Pólo Norte, onde é frio pra burro, utiliza apenas pilhas em sua árvore de Natal e estas permanecem ligadas o ano inteiro.

• PINGUIM EM CIMA DA GELADEIRA
Coisa de pobres mesmo! Essa é do tempo em que ter geladeira era status.

• PISCINA DE PLÁSTICO
Geralmente comprada com carnê de 36 prestações é uma das atividades mais interativas da casa de um pobre. Também é uma das poucas diversões que é possível encontrar na casa de pobre além de trepar e fazer mais pobres. No final do dia, quando não está toda furada e arrebentada, a piscina tem apenas 20 litros de líquido dentro, sendo: 70% de mijo, 20% água, 5% de coliformes fecais e 5% de um visgo pegajoso que a ciência não identifica.

• PIQUENIQUE NA PRAIA
Sinônimo de farofada, coisa de pobre!

• PLÁSTICO NOS BANCOS DO CARRO
A criatura compra um carro e manda o cara da concessionária deixar os plásticos nos bancos… O cara pode até ter grana, mas tem espírito de pobre!

• PORTA-TÍTULO DE ELEITOR
Usar porta-título de eleitor com os dizeres “DILMA/2014 sem medo de ser feliz”, mostra que, além de pobre, se não for burro, deve receber Bolsa-Família.

• REFRIGERANTE DE 2 LITROS
Típica coisa de pobre: com pouco dinheiro, toda a família se entope de guaraná!

• REMÉDIO GENÉRICO
Visitar essa porcaria de site todo dia pra ver se tem uma receita genérica nova. Que pobreza!

• RESTAURANTE NO PESO
Restaurante depois das 3 da tarde tem 50% de desconto sim, mas o feijão está frio, a salada murcha, e da carne, só sobrou pelanca. Só pobre come esse lixo.

• RIFA
Também conhecida como “Ação entre Amigos”, é raspa do tacho da pobreza. Não sei o que é pior: O pobre que faz a rifa ou o pobre que compra rifa. Normalmente o “sensacional” prêmio é um jogo de panelas de “tefron”, um abajur em formato de baiana ou um perfume Christian Grey.

• ROUPAS NO CREDIÁRIO
Fala sério! Só por que a Gisele Bünchem e a Dalinela Sarahiba aparecem na Tv você acha que é roupa de rico? É roupa da pobre! Quase o fundo do poço, pois o fundo fica na Sulanca, lá em Pernambuco.

• ROUPAS USADAS
Dar roupas dos filhos mais velhos para os mais novos usarem Quando a roupa chega ao quarto filho, já está tão surrada e sebenta que o pirralho pode se candidatar a figurante da peça “Os Miseráveis” de Victor Hugo.

• RUA 25 DE MARÇO
É mais barato, é o que vai dizer, né? Não importa! Pobre! Ficar passeando naquela rua apertada, abarrotada de gente (pobres) para achar uma pechincha (mesmo quando não tem nada para comprar) é coisa de pobre! Vai ao shopping e bota o tênis no pé para passear com conforto! Para enganar a galera, depois vai comer pastel caldo de cana no Mercado Municipal e diz que é chique!

• SANDÁLIAS HAVAIANAS
Meu amigo, presta atenção: só pode passear no shopping de sandália havaiana quem é rico. É fashion! Já o pobre asseando de havaiana é mulambento.

• SAPATOS MAIOR QUE OS PÉS
Comprar sapato com numero maior para o filho e dizer: ”-Ele tá crescendo”. Sim, isso é uma boa ideia. Ele pode até trabalhar na TV, substituindo o Bozo!

• SEU DOTÔ
O cara passou raspando no telecurso 2º grau, mas exige que os porteiros do prédio que o chamem de “doutor”.

• SOU IMPORTANTE
Pobre adora ir a enterro de autoridade só para sair na foto e fingir que é importante.

• STROGONOFF
Se você perguntar a alguém qual é o prato favorito e a criatura responder “istrogonofi” pode ter certeza é pobre!

• TÁ ZERINHO, ZERINHO...
A criatura desorientada mantém por 15 anos, colado no para-brisa do automóvel aqueles selos de controle de qualidade, para fingir que comprou o carro 0 KM.

• TAPETE NA PAREDE
Comprar na 25 de março um legítimo tapete persa made in Paraguai e põe na parede, para ninguém pisar.

• TV A GATO
Paga 10 pratas por uma TV a gato da favela com 160 canais, mas só assiste novela mexicana do SBT.

• VALE-ALIMENTAÇÃO
Vamos ser sinceros: alguém já conseguiu fazer compras de mês com o bloquinho de vale-alimentação que se recebe de uma empresa?

• VALE-REFEIÇÃO
Tem coisa pior do que entrar naquele restaurante chique em pleno aniversário de namoro e fazer a célebre pergunta ao garçom: “Aqui aceita tíqui?” O garçom, conta mentalmente até 10, comprime os músculos do rosto para que a raiva se transforme em um sorriso amarelado e diz: “Aceitamos todos os cartões, senhor…”

• VALE-TRANSPORTE
É coisa de pobre mesmo!! “Vale” já é uma palavra da hierarquia de laje! Quem usa, só mostra ao trocador do ônibus, não sai por aí com o vale na mão, abanando por causa do calor (que também é coisa de pobre).

• VIAGEM DE AVIÃO
Quando viaja de avião, com passagem financiada em 15 vezes sem juros, põe no bolso aquelas pavorosas barrinhas de cereais para  pros filhos bixiguentos.

• VISITA SURPRESA
É coisa típica de pobre. Sempre faz visita surpresa na hora do almoço ou jantar pra filar a boia. Quem tem grana (e educação), telefona com dias de antecedência para marcar a visita e leva um bom vinho ou flores de presente para os anfitriões.

• VOU DE MERCEDES PARA O TRABALHO
"Vou de Mercedes para o trabalho", com certeza, o canastrão que solta essa pérola está se referindo ao ônibus. Quem tem Mercedes, é rico, não trabalha!

• "XEGA"!
Pobrema ou ploblema, iorgute, táuba, resistro, impim, mortandela, mendingo, tóchico, chalchicha, berruga, imbigo, framengo, curíntcha, ruzão, menos (esse é o pior), largatixa… Palavras mais utilizadas pelo pobre! Se não é pobre, é pobre e ignorante, porque todo mundo pode aprender que não é menas, é menos; que não é resistro, é registro; que não é impim, é aipim; que você vai saltar no próximo ponto, não “soltar”! Pedir para essas pessoas falarem palavras simples como paralelepípedo, helicóptero é uma afronta. Até porque não repetem a última sílaba mesmo.Fica qualquer coisa como helicópi, paralelepípo e por aí vai… Sem contar que nomes como Wellington, Washington, Wilson e Milton se transformam em Uélitu, Uóchintu, Uílso e Miltu.